TRE diz que Nilton Salomão é ficha suja

Deputado de Teresópolis é barrado no baile das eleições

Com base político-eleitoral em Teresópolis, o deputado estadual Nilton Salomão (PT), teve o registro de candidatura a reeleição impugnado agora a pouco pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), com base na Lei da Ficha Limpa. O colegiado seguiu o voto do desembargador Abel Gomes, relator do processo, que destacou que o deputado tem uma condenação criminal colegiada em segunda instância, o que impede a candidatura dele. Na mesma sessão o plenário, também com base na Lei da Ficha Limpa, barrou a candidatura a deputado estadual de Carlos Henrique de Souza da Silva, o Mestre Quito (PCdoB). Hoje foram aprovados 286 pedidos de registro. Salomão e Carlos Henrique poderão impetrar recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Comentários:

  1. Não acredito que as impugnações prevaleçam para o pessoal do PT, afinal o presidente do TSE foi secretário de José Dirceu, advogado do PT e, no julgamento do mensalão, absolveu o ex-chefe.

Deixe uma resposta para Jorge Mauro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.