Megaoperação em favela flagra campanha ilegal de Garotinho

Fiscais do TRE foram ao Complexo da Maré com apoio do Exercito e Fuzileiros Navais

     Enquanto candidatos ligados ao governo do Rio estão sendo impedidos de fazer campanha nas favelas cariocas, o deputado Anthony Garotinho, candidato a governador pelo PR, está com livre acesso. Pelo menos é o que pode ser constatado na tarde de hoje numa megaoperação de fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral, cujos agentes conseguiram entrar, pela primeira vez, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, com o apoio do Exército e dos Fuzileiros Navais. Na Maré foi apreendido farto material ilegal de campanha.

     

     Segundo o TRE informou agora a pouco, na sede do Conselho dos Moradores da Vila Ipiranga, Salsa e Merengue e Marrocos, os fiscais encontraram cem caixas de amostras grátis de remédios, listagem de entregas de cestas básicas, cerca de duzentos formulários de cheque-cidadão, cinco mil panfletos de Anthony Garotinho e Clarissa Garotinho, dois mil exemplares do informativo Palavra de Paz, oito faixas com ataques ao governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), ao candidato a deputado federal Pedro Paulo (PMDB) e ao prefeito Eduardo Paes, R$ 800, cronograma da equipe de campanha de Garotinho, Clarissa e do candidato a deputado estadual Magnum Scorza Sodré, o Guiga (PR), além de cem adesivos dos três candidatos. 

     Os fiscais atuaram em oito equipes e circularam sem problemas por toda o Complexo da Maré e recolheu uma tonelada de placas irregulares. Na localidade Vila dos Pinheiros, a maioria das placas encontradas era dos candidatos Gérson Bergher (PSDB) e Hildebrando Gonçalves Rodrigues, o Del (PSDC), além de Garotinho e Clarissa. 

Comentários:

  1. Não tenho nenhuma simpatia por Garotinho e nenhum candidato a gov do Rio. Se Garotinho tem acesso livre nessas favelas e a própria matéria diz que os fiscais circularam sem nenhum problema pelas mesmas, porque os demais candidato não faz o mesmo? Não será porque esqueceram esses irmãos menos favorecido, e agora querem explorar o único bem que possam ter que é o voto. Porque esse candidato esta liderando todas as pesquisas, será que é fralde também?

    1. Fralde, certamente, não é! FRAUDE, com U, talvez!
      Amigo, aprenda a ler a matéria. No primeiro parágrafo, o redator informa que “agentes conseguiram entrar, pela primeira vez, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, com o apoio do Exército e dos Fuzileiros Navais.” No terceiro, diz que “fiscais atuaram em oito equipes e circularam sem problemas…”. Entendeu, agora? Acompanhados do Exército e dos Fuzileiros Navais, que não estão lá pra brincadeira, pode-se circular livremente na Maré e em outras favelas barra pesada. A outra alternativa é dispensar os militares, mas aí tem que ser amigo dos traficantes, como o Garotinho e sua corja. Deu pra sacar como vai ficar o nosso estado se esse monstro assumir o Palácio Guanabara? Então, vê se vota certo!

  2. É muito estranho que os Fiscais do TRE foram ao ponto certo e encontraram material ilegal do candidato que está liderando as pesquisas. Outra coisa muito estranha é o fato de uma comunidade supostamente pacificada impedir que certos candidatos façam campanha em seu interior. Onde está a presença do Estado propalada por Cabral? Falhou a pacificação? Só não vê quem não quer. Assim como a saúde e a educação, a política de segurança pública de Cabral e Pezão é inócua, sem efeito, uma vez que nas comunidades entram políticos escolhidos pelas mesmas… Quem garante que esse material não foi plantado para incriminar o candidato que pela terceira vez parece que vai quebrar o monopólio das oligarquias que dominam o Estado do Rio de Janeiro?

Deixe uma resposta para Leitor da Reta Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.