Sabino antecipa 2016 usando a Justiça para derrubar possível adversário

O ex-prefeito Carlos Augusto é o fantasma que assombra a vida do prefeito Alcebíades Sabino

Possibilidade de ex-prefeito assumir vaga na Alerj tira sono do prefeito de Rio das Ostras

Em vez de governar a cidade da qual foi eleito prefeito em 2012, Alcebíades Sabino dos Santos está é preocupado com a sucessão municipal em 2016, tentando tirar do caminho quem ele vê como adversário mais forte. Pelo menos é isso que sugere o empenho de Sabino e seu grupo em “fazer justiça” contra o ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar (PSL), que acabou de ganhar mais um dos muitos processos movidos pelo atual prefeito e seu grupo. A última manobra judicial foi uma ação com o objetivo de condenar Balthazar a pelo menos oito anos de inelegibilidade a contar de 2014, o que tecnicamente tiraria o ex-prefeito do caminho de Sabino até 2022. Para essa tarefa Alcebíades usou o seu vice-prefeito, Gelson Apicelo (PDT), que propôs uma ação de investigação judicial eleitoral atribuindo a Carlos Augusto prática de abuso de poder econômico no período em que ele ainda era prefeito. A ação 7776-29.2014.6.19.0000 – na qual o desembargador Alexandre Mesquita atuou como relator – foi julgada e improcedente e o acórdão já foi publicado.

Naufragando em um mar de dificuldades – respondendo por denúncias de fraudes em licitações e acusado de beneficiar empresas com contratos na Prefeitura -, fazendo uma gestão questionável em muitos aspectos, o prefeito de Rio das Ostras parece que não está nem aí para a sua administração e não dar a mínima para as necessidades do município. “O prefeito só fala em traição e diz que vai substituir vários secretários em fevereiro. Ele pensa que tem gente do primeiro escalão abastecendo Carlos Augusto com documentos e informações que comprometem o governo. Ele está focado nisso desde que a oposição apresentou no Ministério Público provas de que os resultados de algumas licitações já estavam definidos antes mesmo da abertura dos envelopes”, disse ontem à noite uma fonte ligada ao governo.

Ainda de acordo com essa fonte, as atenções do prefeito agora estão voltadas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde o processo que pode garantir a Carlos Augusto o mandato de deputado estadual que ele conquistou no voto em outubro do ano passado, deverá ser apreciado novamente nos próximos dias. Essa ação que tramita no TSE já esteve em julgamento duas vezes: na primeira estava um a zero a favor do ex-prefeito quando o ministro Luiz Fux pediu vistas e na segunda registrou-se um empate de três a três, com o presidente da corte, ministro Dias Toffolii, pedindo vistas, mas praticamente adiantando o voto, ao afirmar que concorda, em tese, com os argumentos da defesa, mas que precisaria analisar melhor o recurso. “Esse processo está tirando o sono de Sabino. Ele entende que se Carlos Augusto conseguir o mandato de deputado será o fim”, completou a fonte.

Comentários:

  1. Ana, o Elizeu escreveu “fazer justiça” e não fazer justiça. As aspas nesse caso fazem toda a diferença, dizem que o autor do texto está ironizando.

Deixe uma resposta para ana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.