Aos valentões de Rio das Ostras

Parece que tem gente em Rio das Ostras achando que sou um daqueles que se assustam fácil com uma cara feia. Estou dizendo isso porque minha caixa postal amanheceu hoje atulhada de mensagens com ameaças idiotas, coisas de quem pensa estar lidando com um amador, me dizendo que vou pagar caro por ter provocado uma série de demissões na Prefeitura com a matéria “Farra com cargos públicos em Rio das Ostras”, veiculada no dia 9 de abril. Não puxo para mim esse mérito, mas se é mesmo assim que vêem a coisa, agradeço. Fiz e está feito. Quanto às ameaças, me lixo para elas. Já estou acostumado, pois não normais para mim. Convivo com elas há quase 30 anos e nunca deixei de fazer o meu trabalho por conta de babacas que usam o anonimato, se escondem em perfis falsos para enviarem recados desse tipo.

Como posso levar a sério coisas ditas por um covarde? Sim, covarde, porque quem se esconde atrás do muro para lançar pedras não passa de um frouxo. Moro no Rio de Janeiro, não tenho negócios ou interesses em Rio das Ostras e nem pretendo ter. Não dependo do senhor Sabino e de seus agregados para nada, muito menos dos vereadores e agentes políticos que indicaram parentes para “trabalharem” nesse governo. Sou da iniciativa privada e quem me sustenta (e muito bem, graças a Deus), é o trabalho, prática que executo com responsabilidade e ética há exatos 29 anos. Tenho história acumulada durante todo esse tempo de carreira. Não entrei agora no ônibus. Estou na janela há muito tempo e dela só saio quando o Grande Pai quiser.

Abraços a todos e fiquem com Deus.

 

 

 

Comentários:

  1. Eliseu,
    Por incrível que pareça, parece que não é a primeira vez que os valentões de Rio das Ostras manifestam esse tipo de postura. Um grupo de aprovados no concurso que está a frente de manifestações e da luta pelo reconhecimento dos abusos contra o VI concurso de Rio das Ostras, que acabou por ser anulado num TAC de duvidosa constitucionalidade, tem recebido ameaças anônimas. Infelizmente, esses valentões se valem do anonimato para a prática deste tipo de conduta…

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.