Prefeito de Guapimirim dá os anéis para não perder os dedos

Marcos Aurélio chamou vereadores para recompor sua equipe, mas terá que fazer muito mais que isso: mostrar atitude de governante e deixar a postura que lhe mostra como governado

Acuado, Marcos Aurélio divide o poder para terminar o mandato mais ou menos em paz

Investigado pelo Ministério Público por supostas irregularidades no setor de Saúde, respondendo a ação civil pública por improbidade administrativa e pressionado pela Câmara de Municipal com a abertura de uma comissão de inquérito que a essa altura já deve ter ido parar na gaveta, o prefeito de Guapimirim, Marcos Aurélio Dias (PSDC), resolveu compartilhar o que sobrou do governo, entregando duas pastas ao controle de vereadores. O nome dado a isso na articulação é aliança política, formada para garantir a governabilidade. Entretanto, quem conhece bem a situação e os personagens principais dos poderes Executivo e Legislativo, chama isso é de entrega mesmo e afirma: o prefeito que já não mandava, de agora em diante é que não vai mandar mesmo, pois já teria gente na Câmara interessado – de olho na reeleição – na Secretaria de Assistência Social, hoje comandada pela primeira dama Vanilda Santana.

Há exatos dois anos, oito meses e vinte e três dias no mandato conquistado no pleito de 2012, Marcos Aurélio Dias está com o terceiro secretário de Governo, agente que cuida das relações institucionais, principalmente dos acordos com os vereadores. Na função desde o final de julho, Jorge Vida parece ter acertado no tom da conversa. Ele assumiu a secretaria dias depois de uma operação de busca e apreensão realizada na Prefeitura pelo Ministério do Público e poucos dias antes de uma sessão na Câmara, na qual o presidente da Casa, André Azeredo, anunciou a abertura de uma comissão de inquérito para apurar as mesmas denúncias que o MP já vinha investigando e agora, pouco mais de um mês após a abertura dessa comissão, um dos membros dela, a vereadora Rize da Silva Silvério, deixa a Câmara para assumir a Secretaria de Educação.

Marina Pereira deverá se apresentar nessa quarta-feira na Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer. Vai se interar da situação, montar uma equipe de trabalho e implantar suas ideias. Mais que fazer festas, pretende dar visibilidade ao esporte apoiando os atletas locais, alguns de grande destaque, mas que ainda não tiveram o apoio necessário. Quer incrementar projetos realmente voltados para o turismo, valorizando o que a cidade tem de bom para oferecer. Professora da rede, a vereadora Rize Silvério é apaixonada por Educação e nos últimos dias vinha criticando muito a maneira como o setor estava sendo tratado, registrando, inclusive, problemas com a merenda escolar. A chegada de Rize está sendo aguardada com grande expectativa pelos servidores da rede, principalmente pelos professores. Ela substituiu o empresário do setor de ensino, Paulo de Tarso Machado de Barros, o Paulinho do Leopoldo, que teve uma passagem relâmpago como secretário de Educação em Nova Iguaçu. O dono do Colégio Leopoldo foi nomeado no dia 2 de janeiro de 2013 e exonerado em 7 de maio do mesmo ano.

Matéria relacionada:

Exoneração como prêmio em Guapimirim

Comentários:

  1. INDEPENDENTEMENTE DE QUAL SECRETARIA OU QUEM VAI ASSUMI-LAS, O PRIMEIRO PASSO PARA OBTER ÊXITO É COLOCAR AS CONTAS EM DIA, POIS GUAPI ESTÁ SEM CRÉDITO POR NÃO CUMPRIR COM SEUS COMPROMISSOS, ENTÃO DEIXO AQUI MINHA OPINIÃO PARA OS PRÓXIMOS SECRETÁRIOS (A), PAGUEM AOS FORNECEDORES, CUMPRAM COM SEUS COMPROMISSOS, RESGATE O CRÉDITO QUE UM DIA JÁ TIVEMOS, E QUE POSSAMOS SONHAR COM DIAS MELHORES EM NOSSO MUNICÍPIO. BOA SORTE AO NOVO SECRETARIADO

  2. Há três anos escuto a mesma cantilena dita pelo David e as coisas não mudam. Se ficarem esperando a divina providência dar uma luz ao prefeito vamos direto pro buraco. Não há religião, crença ou divindade que resista à incompetência. O povo de Guapi deu um mandato ao Marco Aurélio e a maioria, no fundo, sabia que ele era totalmente incapaz para governar. Muita gente recebeu cem, cento e vinte, cento e cinquenta reais ou até mais que isso pra dar à cidade os piores quatro anos desde a sua emancipação. Parabéns a quem recebeu, esperamos que não repitam a dose na próxima vez. Dizem que nem a Núbia Cozzolino ou a Renata do Posto fariam pior do que ele. Agora, como a oportunidade está perdida, ele está mais é querendo garantir sua vida futura, fora do governo, e não pegar um impeachment pela frente ou uma cana no final do mandato.

Deixe um comentário para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.