Processo seletivo sob suspeita em Rio das Ostras

Marcelino Borba destaca a gravidade da denúncia e pede apuração

Vereador pede investigação sob possíveis irregularidades em concurso para a Saúde

Lanterninhas em processos seletivos simplificados anteriores promovidos pela Prefeitura de Rio das Ostras apareceram nas primeiras colocações no último concurso para preenchimento de vagas na rede municipal de Saúde através de contratos temporários. A afirmação foi feita em plenário pelo vereador Marcelino Borba, que pediu uma ampla investigação. Requerimento nesse sentido foi protocolado na Câmara para que a denúncia possa ser esclarecida. Segundo o vereador, é muito estranho o fato de candidatos mal classificados no ano passado surgirem agora dentro do número de vagas oferecidas no edital, inclusive nas primeiras colocações. “Isso é muito grave e tem de ser apurado, que chegou a citar dois caos, um de um candidato a vaga de enfermeiro 1 e outro de enfermeiro 2.

Com a anulação do concurso público realizado pela Prefeitura em 2012 – o processo se arrasta na Justiça até hoje – o prefeito Alcebíades Sabino optou por contratações temporárias para vários setores da administração municipal e tem feito processos seletivos simplificados para a rede de Saúde. Já houve casos até de contratados que receberiam sem trabalhar, como o que envolve uma vereadora de Cambuci que precisaria de seis horas por dia para se deslocar entre a sua cidade e Rio das Ostras para exercer a função de professora.

Este ano, por exemplo, a Prefeitura promoveu dois processos seletivos simplificados para a rede de Saúde, um para contratar 204 profissionais e o último para preencher 193 vagas.

Comentários:

Deixe uma resposta para Vanessa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.