PHS quer candidatura própria também em Guapimirim

A Prefeitura de Guapimirim deverá ser disputada por pelo menos quatro candidatos em 2016

Pré-candidato a prefeito pode ser conhecido em janeiro

Em reformulação em todo o estado desde que Sandro Matos, prefeito de São João de Meriti, deixou o PDT para assumir a presidência regional da legenda, o Partido Humanista da Solidariedade deverá optar por uma candidatura própria em Guapimirim, assim como já se definiu em Rio das Ostras, onde o PHS praticamente esvaziou o PDT, partido que mantém como pré-candidatos o vice-prefeito Gelson Apicelo por lá e Jocelito Pereira de Oliveira, o Zelito Tringuelê, na cidade do Dedo de Deus.

Fora do páreo, por já estar cumprindo o seu segundo mandato consecutivo (ele era vice-prefeito e, em setembro de 2012, assumiu o governo como titular com a destituição, pela Justiça, do prefeito Renato da Costa Mello Junior, o Junior do Posto), o prefeito Marcos Aurélio Dias ingressou recentemente no PMDB, partido que ainda não sabe se lançará uma candidatura majoritária, embora consultas realizadas para consumo interno nas legendas apontem Ismeralda Rangel Garcia (membro do PMDB) como forte concorrente.

Como o prazo para filiações partidárias foi alterado pela nova legislação eleitoral, muitas coisas deverão acontecer até o dia 30 de abril em vários municípios com vistas às eleições de 2016, inclusive com o PHS recebendo novos nomes. Hoje, em Guapimirim, só dois nomes assumem a condição de pré-candidato, Cesar do Modelo (PSDB) e Zelito (PDT), mas o presidente da Câmara de Vereadores, André Azeredo e o vice-prefeito Wagj Farath, tem se movimentado internamente nesse sentido.

 

Matérias relacionadas:

PHS decide disputar Prefeitura de Rio das Ostras

PDT fica menor no Rio

Comentários:

Deixe uma resposta para PC Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.