Vereador assassinado no estacionamento da Câmara de Magé

Geraldo Gerpe estava cumprindo o primeiro mandato

O vereador Geraldo Cardoso Gerpe, o Geraldão, foi assassinado na noite de hoje no estacionamento da Câmara Municipal de Magé. As circunstancias ainda não foram apuradas. O crime acontece em um momento conturbado, com o Poder Legislativo tentando afastar o prefeito Nestor Vidal, para que o presidente da Câmara, Rafael Santos de Souza (PPS), o Rafael Tubarão assuma o governo. O assassinato dá mais um toque de semelhança com a situação política de Seropédica, onde o presidente da Câmara, Waguinho do Emiliano, também quer o lugar do prefeito. Naquele município, em novembro do ano passado, o vereador Luciano Nascimento da Silva, o Luciano DJ, foi morto dois dias após ter faltado a uma sessão em que seria votada a terceira tentativa de afastamento do prefeito Alcir Martinazzo.

Comentários:

  1. Nada temos que nos orgulhar do quadro politico.Seja municipal, estadual,ou federal.Aqui, no palco maior das decisões politicas do Muncipio, a tragédia apenas revela a face escabrosa dos meandros da politica tortuosa, sejam quais forem os motivos a posteori apurados.”Os meus caminhos não são os seus caminhos…” Ainda bem.

  2. Até quando?!
    Quantos mais serão?
    Todas as vertentes devem ser analisadas. Até mesmo a de que alguém de fora se aproveitando para desestabilizar a política Mageense. É tumultuar agora para aparecer como salvador da pátria depois.

  3. Enviar comentários com acusações levianas e nos desafiar a públicá-los é mera perda de tempo. Somos um espaço jornalístico e não um fake de rede social. Temos responsabilidade sobre o que veiculamos, inclusive sobre as mensagens dos inconseqüentes que se escondem no anonimato ou em pseudônimos para atacar a honra e acusar sem provas, coisa comum dos covardes que não tem coragem de fazê-lo mostrando a cara.

  4. Claro que podem, mas dentro do Art. 5º da Constituição Federal – IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”. Quer dizer o que pensa? Fale claramente, identifique. Pode fazê-lo por e-mail fornecendo seus dados. Aí a sua acusação e a sua ofensa serão publicadas e quem se ofender poderá lhe responsabilizar dentro da lei.

Deixe uma resposta para Guto a Visitante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.