Japeri: quem não fez prova ontem terá nova oportunidade

A Fundação Benjamin Constant, responsável pelo concurso público para a Prefeitura de Japeri vai ter de marcar uma nova data para que os candidatos que não conseguiram fazer prova ontem por culpa de atraso na chegada do material que teria de ser disponibilizado pela instituição, consigam prestar o exame. O prefeito da cidade, Ivaldo Barbosa dos Santos, o Timor, determinou que a fundação corrija o problema para que esses candidatos não sejam prejudicados. “Quero legitimidade e transparência. Não vamos permitir que as pessoas que acreditaram e se inscreveram nesse processo seletivo sejam prejudicadas”, disse o prefeito.

A entidade encarregada de ministrar as provas admitiu hoje que “problemas isolados” aconteceram em dois locais escolhidos para aplicação das provas, que esses casos “não interferem no concurso” e que as pessoas que não conseguiram prestar o exame por conta dos problemas verificados em duas escolas, terão outra chance de fazê-lo.

Comentários:

  1. ESTE CONCURSO PARA O BEM DE JAPERI E FAICB DEVEM SER CANCELADOS, E POR RAZÕES DE NECESSIDADES DEVEM SER APLICADOS O MAIS RÁPIDO POSSIVEL, PARA TRANSPARENCIA E LEGITIMIDADE
    DOS ORGAOS ACIMA CITADOS. ESTAMOS EM 2013 E QUEREM FAZER PARECER QUE ESTAMOS EM 1988.
    CANDIDATOS FAZENDO PROVAS 15 DIAS DEPOIS DOS OUTROS NÃO EXISTE, ALÉM DE TEREM ACESSO AS PROVAS JÁ APLICADAS MESMO SENDO COM QUESTÕES DIFERENTES LEVARIAM VANTAGENS O QUE NÃO PODE EXISTIR EM UM CONCURSO PÚBLICO.

  2. Caro Elizeu, a única coisa que que a faicb nos dá são desculpas. Eu fiz a prova em Marechal Hermes e não pude levá-la e também não pude anotar as questões pois a ordem dos responsáveis foi esta quando no edital a informação era diferente, sem contar que as questões não tinham palavras destacadas 7, questão 2 sem texto em destaque com respostas repetidas e sem contar que o gabarito preliminar destaca várias questões erradas, erro de português grosseiro com confusão de dígrafo com encontro consonantal e coisas assim. O correto seria cancelar e refazer novamente desde o início a organizadora se mostrou irresponsável, desorganizada, sem competência para ministrar as provas e o prefeito Ivaldo Barbosa dos Santos, o Timor deveria fazer algo a respeito.

Deixe uma resposta para CONCURSEIRO Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.