Politicagem contra concurso do PSF em Macaé

Processo seletivo deverá ser mesmo anulado para indicados ficarem nas vagas

“A alegação será de supostas irregularidades, mas a motivação é a pressão de vereadores para garantir o emprego dos apadrinhados e o controle sobre os postos do Programa Médico da Família.” Essa afirmação, feita na noite de ontem ao elizeupires.com por uma fonte ligada à Secretaria de Saúde de Macaé, confirma a informação de que, ao transferir para o Conselho Municipal de Saúde a decisão de homologar ou não o concurso realizado em dezembro do ano passado – visando a contratação de servidores para os postos do PSF -, o prefeito Aluizio dos Santos Junior estava lavando as mãos e abrindo o espaço para que as pressões do seu grupo de apoio na Câmara de Vereadores alcancem o objetivo de manter nessas vagas os cerca de 400 contratados temporários, a maioria composta de indicados por vereadores.

Conforme o elizeupires.com já noticiou, o concurso foi realizado por decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para preencher 155 vagas imediatas em várias funções de níveis fundamental, médio e superior, além de formar um cadastro de reserva, com salários entre R$ 686,74 a R$ 7114,25. O resultado final foi divulgado no dia 31 de janeiro, mas vem sendo ignorado pelo prefeito, que não só não o homologou, como determinou que as vagas existentes fossem preenchidas através de contratações temporárias.

“A verdade é que o governo está cedendo às pressões dos vereadores, que sempre controlaram essas unidades através dos apadrinhados que indicam para trabalhar e não querem perder essa mina de votos. Controlando os postos do PSF eles mantém suas tropas de cabos eleitorais e garantem o voto fácil gerado pelo assistencialismo. Essa prática é antiga e parece que vai continuar nessa nova gestão”, concluiu a fonte.

 

Matéria relacionadas:

Macaé ignora concurso e contrata 400 temporários

Macaé: concurso para PSF caminha para a anulação

 

Documentos relacionados:

Resultado final – nível fundamental

Resultado final – nível médio

Resultado final – nível superior

Resultado final – deficientes

Resultado final – motoristas

Relação de candidato por vaga

Comentários:

    1. O que tem de ser levado em conta é a lei. Cargo de provimento efetivo só pode ser preenchido através de concurso público e antiguidade não é posto. Além do mais esse concurso não está sendo investigado por irregularidade.

  1. é acho realmente que nao esta sendo levado em conta que existem funcionarios que trabalham no PSF desde sua fundação, e que realmente tera que ser avaliado pelo MP ja que existem sim irregularidades, aproveito para convidar o sr para conhecer o trabalho dos profissionais do PSF para ver com seus olhos que nao é brincadeirinha nao, o trabalho é serio e são estes profissionais que mantem o programa a mais de 10 anos.

  2. Gostaria que o prefeito se pronunciasse sobre o concurso do psf, o mesmo falou que iria homologar e convocar os aprovados do concurso e já se passaram 2 meses e nada de homologação e nomeação.

  3. Pelo amor de deus já não aguento mais tanta demora para homologar o concurso do psf, prefeito Aluízio homologa e convoca logo os aprovados dependemos do senhor para que a nossa angustia e ansiedade termine e comesse a alegria e satisfação de assumir um cargo público, satisfação ainda maior por se tratar de um local que sempre sonhei em trabalhar que é no programa de saúde da Familía.

Deixe um comentário para Suelem Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.