Macaé vai homologar concurso do PSF

Irregularidades alegadas pelo governo não foram comprovadas

Depois de várias tentativas de anulação do processo seletivo realizado no passado pela Prefeitura de Macaé, visando preencher vagas nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF) e formar um cadastro de reserva, o prefeito Aluizio dos Santos Junior, resolveu reconhecer o resultado final do concurso e vai homologá-lo. A decisão foi tomada depois de muita pressão por parte dos candidatos aprovados e de várias matérias veiculadas dando conta de que a intenção era ignorar o resultado para manter nos cargos 400 temporários, grande parte deles indicada por vereadores da bancada de sustentação do prefeito, apontados como “donos” dos postos do PSF no município. A homologação, que deverá acontecer este mês, foi confirmada numa audiência pública realizada na Câmara Municipal, a partir de convocação do presidente da Casa, Eduardo Cardoso.

Na audiência o procurador geral, Augusto César D´Almeida Salgado, afirmou que o posicionamento do governo é homologar o concurso, já que não foram encontradas irregularidades. Ele revelou que vai ser encaminhado ao Ministério Público Federal um relatório com análise da comissão que analisou o concurso, para que seja dado um parecer jurídico pela legitimidade do certame. “Não encontramos evidências que possam tornar nulo o concurso público. Ouvir o MPF é uma questão de cautela, pois estamos decidindo o futuro de centenas de pessoas que irão trabalhar com a saúde e lidar com vidas”, disse o procurador.

Desde que o resultado do concurso foi divulgado – no dia 31 de janeiro deste ano – muitos questionamentos vinham sendo feitos, o que, segundo advogados que defendem os direitos dos aprovados, seria uma manobra para manter os contratos temporários. O prefeito chegou a transferir para o Conselho Municipal de Saúde a decisão sobre a homologação ou não do concurso. Enquanto uma comissão apurava as alegadas irregularidades, a Prefeitura contratava 400 servidores para ocuparem as vagas imediatas e as destinadas ao cadastro de reserva.

O concurso ficou a cargo do Instituto Nacional de Concurso Público (Incp) e teve a participação de 11.082 candidatos. A função mais disputada foi a de enfermeiro, com 2020 concorrentes a apenas três vagas. O cargo de motorista ficou em segundo lugar, com 1658 disputando três postos de trabalho, seguido de técnico de enfermagem, que teve 1632 inscritos também para três vagas.

Matérias relacionadas:

Macaé ignora concurso e contrata 400 temporários

Macaé: concurso para PSF caminha para a anulação

Politicagem contra concurso do PSF em Macaé

Concurso para PSF de Macaé deverá ser mesmo anulado

Vereadores de Macaé ganham queda de braço com prefeito… 

Comentários:

  1. Bom dia, Elizeu. Foi feito um esforço muito grande para anular esse concurso e tirar o direito dos aprovados. Os vereadores pressionaram e o prefeito aceitou a pressão. Nomeou-se 400 para os PSF que sempre foram mesmo “propriedade” dos vereadores. Sua participação teve grande importância nesse processo.

  2. Bom dia, Elizeu! Por que isso não acontece em Rio das ostras? Até Campos dos Goytacazes está acatando. Rio das Ostras é a única prefeitura da região que está assim, com farra de contratos. Por que o Alcebíades Sabino é intocável? Político considerado um dos maiores em processo na justiça. VI Concurso Rio das Ostras pede, socorro!!!

  3. O procurador do município agiu corretamente enviando o processo para parecer do MPF, pois se fosse o Núcleo Macaé do MP, teria o mesmo desfecho do concurso da vizinha Rio das Ostras. Porque será que ele vai pedir o aval do Ministério Público Federal e não do Núcleo local do MP?! A gente fica propenso a acreditar que é realmente por respeitar os aprovados no certame e que há algo de muito sinistro no Núcleo Macaé do Ministério Público. Quem souber, poste aqui no elizeu.com que desde o início vem acompanhando este processo seletivo de forma isenta. Parabéns ao elizeu.com.

  4. Quando se age com imparcialidade tudo se esclarece. O procurador do município, o tempo inteiro, atuou com profissionalismo e responsabilidade nesse processo. Não aceitou pressão política. Parabéns, Dr.ugusto César D´Almeida Salgado.

  5. Isso me dá mts esperanças para o concurso de Rio das Ostras. É tão ruim vc ver seu sonho ser levado por água abaixo, por apenas capricho político. Fiquei até mais animado, que esse resultado ocorra tb no concurso de Rio das Ostras, que nós aprovados, possamos tomar posse das nossas vagas.
    Como foi maravilhoso ler essa reportagem!

  6. E o de Rio das Ostras,até agora o prefeito não provou as tais fraudes alegadas.Contrata toda semana e nós os aprovados continuamos desempregados. O pior é saber que os que são contratados,muitos nem passaram no concurso e foram por indicação de vereadores. É muita injustiça deste ditador corrupto.

  7. Já se passaram 10 meses e nada da homologação e convocação dos candidatos aprovados no concurso do Programa de Saúde da Família (psf) ; O concurso foi determinado pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro para substituição dos comissionados por concursados é até agora nada de homologação e convocação.

Deixe um comentário para Carla Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.