“Boi de Piranha” vai atravessar Rio das Ostras outra vez

Só para atrapalhar: Sabino pretende lançar seu vice a deputado

A expressão popular “Boi de Piranha” é usada para exemplificar uma situação na qual um bem menor é sacrificado para que um mais valioso não seja ameaçado, o que é uma prática muito comum também na política Brasileira. No município de Rio das Ostras isso estaria sendo programado para acontecer em 2014, quando o prefeito Alcebíades Sabino dos Santos (PSC), deverá lançar o vice-prefeito Gelson Apicelo (PDT), para concorrer a deputado. Se estadual ou federal isso só será decidido depois que o ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar (PSL), deixar claro se concorrerá a uma cadeira na Assembleia Legislativa ou a uma vaga na Câmara dos Deputados. A intenção de Sabino seria colocar uma pedra no caminho de Carlos Augusto, pois não estaria querendo que o ex-prefeito consiga um mandato parlamentar.

“Tudo indica que Gelson será candidato em 2014 e Sabino já trabalha isso nos bastidores. A intenção não é eleger o vice-prefeito a deputado, pois o prefeito não quer que Gelson cresça tanto quanto não quer que Carlos Augusto se eleja. Gelson vai ser inocente útil nessa história. Ele sempre foi usado como marionete por Sabino e será mais uma vez manipulado”, afirmou ontem um cacique do PDT no estado, indignado com o que, entende, ser uma “postura servil” de Apicelo em relação ao prefeito de Rio das Ostras.

Se confirmada a candidatura de Gelson, além de atrapalhar seu adversário político mais forte, lançando Apicelo  na cola de Carlos Augusto, Sabino estará indo à forra contra o ex-prefeito, pois Carlos Augusto também já usou de um “Boi de Piranha”, quando lançou seu vice-prefeito, Benedito Wilton de Morais, o Pastor Broder, para tentar atrapalhar Sabino numa disputa eleitoral.

Comentários:

  1. Sabino é um grande prefeito, esse Gelson Apicelo tem que ser marionete de Rio das Ostras mesmo, afinal de contas ele não faz e nunca fez nada pela cidade, então só prestaria mesmo para atrapalhar o corrupto Carlos Augusto nas eleições de 2014.

Deixe uma resposta para Júlio César Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.