Crise entre poderes em Japeri vira caso de polícia

A população do pobre e problemático município de Japeri está se sentindo mais uma vez envergonhada pelo comportamento dos seus homens públicos e se sentindo prejudicada por uma crise entre os poderes Executivo e Legislativo, que está saindo da esfera política para se transformar em caso de polícia. Isso acontece graças ao destempero do chefe de um dos poderes, o vereador Cezar de Mello (PSD), acusado de ter promovido um quebra-quebra no gabinete do prefeito Ivaldo Barbosa dos Santos, o Timor – também do PSD -, que teria recusado um “acerto” proposto pelo presidente do Legislativo. A confusão acabou incluindo no mesmo pacote os vereadores Marcio José Russo de Jesus, o Manequinha (PRB) e Helder Pedro Barros (PSC), que serão investigados: Manequinha por suposto envolvimento na morte de um homem conhecido como Silvinho e Helder por suposta ameaça de morte ao prefeito.

A confusão, que foi registrada na 63ª Delegacia Policial, já chegou ao conhecimento do Ministério Público que, segundo informações passadas ontem ao elizeupires.com, receberá, nos próximos dias, cópia de um vídeo no qual uma testemunha fala claramente sobre a morte de Silvinho. Além de desgastar ainda mais a já corroída imagem da Câmara de Vereadores, a crise pode prejudicar bastante o município, pois existe a disposição do presidente da Casa de não colocar em pauta nenhum projeto enviado pelo prefeito, principalmente se a matéria for de suplementação de verbas. Se isso acontecer, o presidente estará corroborando com as declarações prestadas pelo prefeito, que acusou Cezar de pressioná-lo, dizendo que iria travar tudo na Câmara, não deixando passar nada que fosse do interesse do governo, se não ocorresse o tal acerto.

Matérias relacionadas:

Ataque de fúria em Japeri após recusa de `acerto´

MP vai apurar fornecimento de alimentação em Japeri

Fantasmas do passado ainda assombram Japeri

TCE vai devassar contas da Câmara de Japeri

Vereador de Japeri terá de provar que é surdo

Ações sob encomenda em Japeri

Passeios ao nordeste vão custar caro a vereadores

Cara e supérflua

Comentários:

  1. Esses vereadores de Japeri não servem para nada. Eles gostam muito é de encostar os prefeitos na parede para ver se levam alguma vantagem, mas parece que com o Timor eles quebraram a cara.

  2. Bem que o povo poderia ter o direito de cassar o mandato desse tipo de político. Não sobraria um na Câmara de Japeri e na maioria das casas legislativas do país.

Deixe um comentário para Jeferson Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.