Secretário de Obras de Rio das Ostras diz que deixou empresa em 2011

Mas contratos anteriores com a Tec Pav estão sendo procurados

Nomeado para o cargo de Secretário de Obras de Rio das Ostras no dia 26 de novembro de 2010, na gestão do prefeito Carlos Augusto Balthazar, o engenheiro Wainer Fajardo, que figurou no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), como responsável técnico pela Tec Pav Construtora, que têm atualmente três contratos com a Prefeitura de Rio das Ostras (firmados a partir de setembro do ano passado), no total de R$ 1.871.561,06, disse que se desligou da empresa em setembro de 2011, nove meses depois de assumir o cargo, no qual está sendo mantido pelo prefeito Alcebíades Sabino. A relação de Fajardo com a empresa chegou a motivar o vereador Carlos Afonso Fernandes a propor s formação de uma comissão de inquérito para apurar o caso. A atenção agora se volta para o período de 26 de novembro de 2010 a 30 de setembro de 2011, para saber se algum contrato fora firmado ínterim entre a Prefeitura e a empresa.

Conforme o elizeupires.com já havia noticiado, o primeiro contrato da Tec Pav na gestão do prefeito Alcebíades Sabino foi firmado no dia 3 de setembro de 2013. Por R$ 611.929,08 a empresa foi contratada para reformar seis pequenos postos de saúde, unidades existentes nos bairros Rocha Leão, Recanto, Cidade Praiana, Operário, Âncora e Nova Esperança. Dois meses depois foi firmado o contrato para implantação de rede de drenagem, calçadas e pavimentação das Ruas São Fidélis e Bom Jesus de Itabapoana e a construção de calçada na Rua Itaperuna, no bairro Jardim Mariléa, no valor total de R$ 827.354,80. Já em dezembro foi feito o terceiro contrato, este no valor de R$ 432.915,46, destinado a urbanização do entorno do Posto de Saúde localizado na Avenida Linda, no loteamento Novo Rio das Ostras.

Matérias relacionada:

CPI vai apurar possível “ação entre amigos” em Rio das Ostras

Empresa que seria ligada a secretário fatura alto em Rio das Ostras

Comentários:

  1. Tem que chamar o ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar para dar satisfação, pois nessa época ele era o prefeito e o responsável, no mais… as suas responsabilidades vão muito mais além do que isso, não é a toa que foi cassado e esta inelegível por 8 anos, vamos ver se esta “Lei Ficha Limpa” vai barrar ele nas eleições 2014, pois Carlos Augusto é mais sujo que pau de galinheiro.

Deixe uma resposta para Ricardo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.