Crianças do bairro Vilar Novo terão escola de “primeiro mundo”, anuncia o secretário de Educação de Belford Roxo

A unidade – que vai atender cerca de mil alunos em três turnos – está sendo construída com dinheiro do Fundeb

Quando julho chegar as crianças do bairro Vilar Novo, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, terão um motivo a mais para estudar. Um prédio com capacidade para mil alunos em três turnos, com salas climatizadas e espaços mais confortáveis está sendo construído para sediar a Escola Municipal José Mariano dos Passos, que vinha funcionando em condições muito precárias, segundo reconhece o próprio secretário de Educação. Segundo Denis Macedo, o prédio velho está muito aquém das necessidades dos estudantes.

“O novo prédio está orçado em cerca de R$ 3 milhões, e está sendo custeado com recursos do Fundeb, que aqui em Belford Roxo está muito equilibrado. Usamos o limite constitucional de 60% para remuneração dos profissionais de ensino, e temos liberdade de empregar os 40% restantes em investimento. Com essa será 12ª segunda unidade de ensino construída com dinheiro do fundo”, diz Macedo, explicando que a unidade contará ainda com biblioteca, quadra poliesportiva coberta, pátio de refeição coberto, seis banheiros, sendo um para deficientes.

Ainda de acordo com o secretário, são três pavimentos com 10 salas climatizadas, que serão frequentadas por cerca de mil alunos. Durante o dia, em dois turnos, estudarão os alunos matriculados na educação infantil e no ensino fundamental. O período noturno será para educação de jovens e adultos.

Mãe de seis filhos, Patrícia Maria da Silva Julio, de 36 anos, diz que a nova escola será o orgulho do bairro. Atualmente três filhos dela estão matriculados na José Mariano dos Passos. “Tenho muito orgulho, pois o ensino daqui é muito bom. Com uma escola maior ficará melhor ainda, porque meus filhos não precisarão sair daqui”, fala Patrícia.

Com 57 anos, Eliana Calheiros Gomes, trabalhou durante 23 anos como professora da Escola José Mariano dos Passos, onde há 13 anos está como diretora. Para ela o novo prédio é um sonho dos moradores do bairro que esta sendo realizado. “As salas serão arejadas. Isso ajuda muito. Nunca tive uma sala direita como diretora. Agora estou muito feliz por essa obra que vai ajudar todo bairro. À comunidade é participativa, ajuda a gente a tomar conta da unidade”. afirma Eliana.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.