Tomógrafo é arma tecnológica contra o Covid-19 em Belford Roxo

Na falta de kits de teste, equipamento  tem sido a salvação da pátria no hospital municipal

A dificuldade em ter acesso aos kits de teste para detectar a contaminação pelo coronavírus não tem sido impedimento para a atuação dos médicos da rede municipal de Saúde, graças ao tomógrafo, equipamento que vem fazendo a diferença no Hospital Municipal de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. É com um aparelho de última geração que as equipes do HMBR vêm comprovando a presença do vírus no organismo das pessoas que chegam às unidades apresentando sintomas iguais ou parecidos com os verificados em paciente acometido de Covid-19.

Nos casos de coronavírus  os médicos podem identificar  a presença do vírus através de imagem por tomografia, e quando é constatada uma fibrose na parênquima pulmonar, patognomônico de convi-19, eles adotam o procedimento com o respirador, o que vem salvando vidas no município.

Assim que o equipamento foi instalado a direção do Hospital Municipal projetava 2.400 exames por mês, uma média de 80 exames por dia. Com o exames feitos no próprio hospital os médicos recebem o laudo em menos de uma hora, o que tem facilitado bastante o atendimento.

Comentários:

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.