Vereador quer apurar contratos suspeitos em Casimiro de Abreu

Proposta de comissão de inquérito lista duas empresas

Vencedora de vários dos processos de licitação realizado no ano passado pela Prefeitura de Casimiro de Abreu, a G&M Empreendimentos e Serviços está na mira da Câmara de Vereadores, onde o vereador Ramon Gidalte (foto), apresentou ontem requerimento para formação de uma comissão de inquérito para apurar possíveis irregularidades nos contratos firmados com o município por ela e também pela WW Casimirense, que está registrada nos nomes de Palloma de Oliveira Miranda Veloso e Simião Miranda, que seriam parentes de um membro do Poder Legislativo local.

Conforme o elizeupires.com revelou ontem, a G&M pertence a Guilherme de Oliveira Macabu, que seria genro da secretária de Comunicação Social, Renata Sarzedas e do chefe de Transportes da Secretaria de Administração, Charles Magno. Ao todo os contratos entre a empresa e a Prefeitura somam mais de R$ 820 mil. Em dezembro, por exemplo, a G&M ganhou uma licitação no valor de R$ 521.136,91, para implantar uma estação elevatória de esgoto, serviço que será prestado à autarquia Águas de Casimiro.

De acordo com o Artigo 98 da Lei Orgânica do Município, o prefeito, o vice, os vereadores e os servidores municipais, “bem como as pessoas ligadas a qualquer deles por matrimônio ou parentesco, afim ou consangüíneo, até o segundo grau, ou por adoção, não poderão contratar com o município”, dispositivo que não estaria sendo observado na gestão do prefeito Paulo Dames.

 

Arquivo relacionado:

Genro de secretária vende de quase tudo em Casimiro de Abreu

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.