E a culpa é do computador: prefeito de Valença tem mais uma conta de gestão reprovada e diz que sistema de informática é o responsável

Luiz Fernando Graça: “por causa de uma ‘informação de informática’ de um superávit que a gente ao consegue que eles entendam que não tem superávit”

Na matéria Valença: Tribunal de Contas aponta saída de recursos do Fundeb sem comprovação, um total de mais de R$ 1,6 milhão – veiculada no dia 20 de fevereiro deste ano – o elizeupires.com informou que o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, ao analisar as contas da Prefeitura de Valença referentes ao exercício de 2018 havia apontado a saída, sem comprovação, de R$ 1.681.484,94 (veja aqui) dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, e que, através de ofício o prefeito Luiz Fernando Graça recebeu prazo de dez dias para tomar providências, e que no documento ele foi alertado de que não seriam admitidas “manifestações ou defesas complementares” após o esgotamento do prazo. Sem resposta convincente e sem correção do problema, as contas de Graça foram reprovadas ontem (27) pelo TCE, mas para o prefeito, a culpa é “da informática”.

A reprovação das contas de Luiz Fernando Graça – que também teve as de 2017 rejeitadas pelo órgão fiscalizador – se deu por duas irregularidades apuradas pelo corpo técnico do TCE: ocorrência de cancelamentos de restos a pagar processados cuja obrigação já tinha sido cumprida pelo credor, e superávit financeiro do exercício de 2018 superior ao registrado no balancete do Fundeb.

De acordo com o relatório do Tribunal de Contas, “o superávit financeiro do exercício de 2018, no montante de R$ 2.919.583,66, foi superior ao registrado no balancete do Fundeb (R$ 1.288.098,72)”. Devido a isto a Corte de Contas determinou a devolução de R$ 1.631.884,94 à conta do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

Apesar da constatação do corpo técnico do TCE, em vídeo divulgado via rede social o prefeito contestou o órgão.  Na gravação, que foi recebida bom humor na manhã na cidade, Graça nega a existência de irregularidades. “Hoje (ontem) foram votadas nossas contas de 2018 no Tribunal de Contas, e infelizmente tivemos problemas com o Fundeb mais uma vez, por causa de uma ‘informação de informática’ de um superávit que a gente ao consegue que eles entendam que não tem superávit”, alega o prefeito no vídeo.

O espaço está aberto para manifestação do prefeito de Valença.

Comentários:

  1. Excelente gestão administrativa se faz com TRANSPARÊNCIA e RESPONSABILIDADE com o dinheiro do povo, oq não existe nem um pouco nessa péssima gestão, mas td isto indica um caminho, dq as pessoas(eleitores) estão sendo devidamente informadas sobre os fatos para q possa exercer sua indignação nas urnas, para ser mais sincero, as pessoas deveriam ter a coragem de mudar tds os q estão exercendo cargos políticos do município em geral, politicamente dizendo, alguns já se acomodaram na política pq o povo “DEVE FAVORES”, essa mentalidade das pessoas precisam acabar, o político(a) tem a “RESPONSABILIDADE E OBRIGAÇÕES” para o qual foram eleitos, entendam, isso não é “FAVOR”…..não troquem seu voto p ruas q foram asfaltadas em uma (enganosa demonstração de trabalho), 4 anos de governo e deixam td para o último ano para enganar as pessoas(eleitores), sejam inteligentes e maduros p discernir as más intenções de políticos…não troquem seu voto p materiais de construção entre outros, um preço mt alto será devidamente cobrado com o mal uso do seu dinheiro conquistado c mt trabalho, em q, apenas vc sabe o quanto batalhou.
    Pensem nisso, um ótimo dia e fiquem com Deus!!!

Deixe uma resposta para Leandro dos Santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.