Depois de liminar do STF, Cozzolino ganha no TSE por unanimidade e vai assumir a Prefeitura da Magé

Renato havia perdido vários recursos no TRE-RJ e sofrido uma derrota do TSE

Embora, no dia 10 de novembro, tivesse rejeitado por seis votos a um os embargos impetrados pela defesa do deputado estadual Renato Cozzolino Harb – candidato impugnado a Prefeitura de Magé – para suspender a inelegibilidade imposta a ele por condenação por abuso de poder durante a campanha eleitoral de 2018, o Tribunal Superior Eleitoral derrubou hoje (18) sentença contra o registro de sua candidatura, validando, portanto, a votação conferida a ele no dia 15 de novembro, o que garantirá a Renato o mandato de prefeito a partir do dia 1º de janeiro.

A vitória se deve a uma liminar concedida na parte da manhã pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendendo os efeitos da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro.

Com o julgamento favorável de hoje o Tribunal Superior Eleitoral votou contra uma de suas próprias decisões, a tomada na sessão de 10 de novembro, quando os embargos para suspender os efeitos da inelegibilidade do então candidato foram rejeitados.

A vitória entretanto, pode vir a se converter em derrota, quando o julgamento da decisão tomada hoje por Gilmar Mendes for levada ao ao plenário do Supremo Tribunal Federal.

Comentários:

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.