Prefeito de Barra Mansa é absolvido em processo no qual foi acusado de abuso de poder na campanha eleitoral

Elizeu Pires

O juízo da 94ª Zona Eleitoral julgou improcedente uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral movida contra o prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (foto) e a vice-prefeita Maria de Fátima Lima da Silva, pelo terceiro colocado na disputa, o candidato do PSC, Bruno Marini. Representado pelos advogados Eduardo Damian e Marcio Alvim, o prefeito e a vice foram denunciados por suposto abuso de poder político e econômico, com uso da maquina administrativa na campanha.

Entre as acusações constam o pagamento do décimo terceiro salário antes das eleições, a participação de Drable em um culto evangélico e a presença de ocupantes de cargos comissionados em atos de campanha de Rodrigo, que foi reeleito com 51,41% dos votos apurados.

“Diante do exposto, por verificar que não houve qualquer ilícito eleitoral praticado pelos investigados Rodrigo Drable Costa, Maria de Fátima Lima da Silva”, diz o trecho final da sentença.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.