Pedido de vista suspende julgamento que vai decidir se eleitores de Petrópolis voltam às urnas em pleito suplementar

Um pedido de vistas feito pelo ministro Alexandre de Moraes suspendeu, na noite de ontem (3), o julgamento do recurso especial impetrado pela defesa do candidato à Prefeitura de Petrópolis mais votado em 2020, o suplente de deputado estadual em exercício de mandato Rubens Bomtempo.

O pedido foi feito logo após o voto do relator do processo, ministro Sergio Banhos, que se posicionou pela manutenção da impugnação do registro de candidatura de Bomtempo e a consequente anulação do pleito de 2020.

A expectativa é de que processo retorne para julgamento na próxima terça-feira (10). Se Rubens perder, o presidente da Câmara de Vereadores, Hingo Hammes (DEM) continuará governando interinamente até a escolha do novo prefeito.

Ao todo Rubens Bomtempo somou 39,093 votos no primeiro turno, chegando a 64.907 no segundo.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.