Possível candidatura de Mourão ao governo do Rio é vista como um alívio para o presidente Bolsonaro

● Elizeu Pires

Com a bola mais cheia que a do presidente Bolsonaro, o vice Hamilton Morão é bem chegado em vários estados para fins de eleição

A família Bolsonaro não esconde de ninguém o apoio ao governador Claudio Castro, que abriga em cargos importantes vários indicados pelo clã, o que significa dizer que nenhum outro nome que vier a ser lançado ao governo fluminense teria o apoio do presidente da República ou dos filhos, o que, a essa altura do campeonato ninguém pode afirmar ser bom ou ruim.

Entretanto, pelo que se comenta nos ambientes políticos, uma possível candidatura do vice-presidente Hamilton Mourão ao Palácio Guanabara, seria um alívio para Bolsonaro que, com a popularidade em queda e os muitos problemas que vem arrumando, não precisaria de mais um, ou seja, que Mourão resolvesse concorrer ao governo federal.

Nos últimos dias o nome do general tem ganhado força entre lideranças do Rio de Janeiro, que gostaria de tê-lo como candidato a governador. Entre as legendas que querem isso está o PROS, cujo presidente regional, Jimmy Pereira, participou ontem (15) de um café da manhã com  vice-presidente Hamilton Mourão, maior nome do PRTB, partido que já foi presidido no Rio por Jimmy.

O problema é que Mourão também tem convite para concorrer no estado do Rio Grande do Sul, podendo optar por uma candidatura a governador ou ao Senado.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.