MP vai apurar gastos com viagens feitas por secretários de Valença

O Ministério Público deverá investigar os gastos feitos por secretários e assessores da administração municipal de Valença em viagens pagas com valores repassados pela Prefeitura através de processos de ajuda de custo. Ofício nesse sentido foi enviado a 2ª Promotoria de Tutela Coletiva, núcleo de Barra do Piraí, pelo vereador Marcelo Moreira de Oliveira. A medida, entende o vereador, se faz necessária, porque a Prefeitura não atendeu a solicitação feita por ele para que enviasse à Câmara os documentos comprobatórios das despesas, para que pudessem ser analisados. Entre as viagens pagas pelo contribuinte de Valença estão duas feitas pelo genro do prefeito Álvaro Cabral, o secretário de Assistência Social Marcio Vieira Martins, que gastou, em abril deste ano, R$ 29.200,00 para ir à Costa do Sauipe, na Bahia e a Cuiabá, no estado do Mato Grosso. Ao todo, entre janeiro e abril, a Prefeitura gastou mais de R$ 80 mil com ajusta de custos, sendo que a maior parte desse dinheiro foi usada por Márcio.

De acordo com a planilha de ajuda de custos paga nos primeiros quatro meses deste ano, Marcio, que é casado com a vereadora Michele Vieira Cabral, filha do prefeito, gastou (processos 05111 e 03964) R$ 15.700,00 para participar, entre 13 e 16 de abril, de um congresso de gestores de Assistência Social, realizado na Costa do Sauípe, na Bahia. Ele ainda recebeu R$ 1 mil (processo 06057) para ir de Valença ao Rio de Janeiro, nos dias 7 e 8 do mesmo mês e, ainda em abril, nos dias 28, 29 e 30 esteve com a subsecretária Fernanda dos Reis Monteiro no encontro nacional de gestores municipais de Assistência Social em Cuiabá, no estado de Mato Grosso, eventos, que a julgar pelas atuações pífias da administração nesse setor, só devem ter servido para gastar dinheiro público.

Ainda segundo a planilha, depois do genro do prefeito quem mais gastou com viagens foi o secretário de Cultura, João Mendonça Everton, que, em três processos, recebeu R$ 7.950,00 para uma viagem à Brasília, uma reunião em Itatiaia e para participar de palestras no Rio de Janeiro. O nome do prefeito aparece no documento com um total de R$ 2.850,00 em quatro processos, sendo que uma das despesas foi para que Álvaro Cabral pudesse participar de um encontro político no Rio, o que aconteceu no dia 15 de março.

O vereador Marcelo Moreira de Oliveira entende que além de comprovar as despesas feitas, os membros do governo precisam esclarecer o que foram fazer nessas viagens e, nos casos de participação em congressos, apresentar as provas de que realmente participaram desses eventos.

Matérias relacionadas:

Prestação de contas vira novela em Valença

Valença não explica viagem ao paraíso com dinheiro do povo

Valença paga R$ 15 mil por viagem de genro do prefeito ao litoral baiano

Comentários:

Deixe uma resposta para Luciana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.