MPF convoca secretário para depor em inquérito sobre contratações na Saúde da Família em Macaé

Pedro Reis vai depor dia 5 de fevereiro

O secretário de Saúde de Macaé, Pedro Reis, foi convocado pelo procurador da República Flávio de Carvalho Reis para depor no inquérito civil público instaurado para apurar a manutenção de servidores contratatos temporariamente nas vagas que deveriam estar preenchidas pelos candidatos aprovados no concurso público realizado em 2012 para selecionar pessoal para trabalhar nas unidades do programa Estratégia Saúde da Família (ESF).

O depoimento está marcado para o dia 5 de fevereiro, às 16h. No ofício encaminhado ao secretário especifica que a audiência é “para prestar informações atualizadas sobre o andamento dos procedimentos para contratação dos aprovados no concurso”.

Conforme o elizeupires.com já noticiou, alguns candidatos foram convocados em abril do ano passado, mas a posse ainda não aconteceu. Essas chamadas foram para apenas algumas funções, mas essas, a exemplo das que ainda não tiveram aprovados convocados, continuam sendo exercidas por temporários.

Matérias relacionadas:

MPF investiga contratações na Saúde da Família em Macaé

Enrolação continua em Macaé

MPF volta a fazer cobrança sobre não convocação de aprovados para a Saúde da Família em Macaé

Promotoria quer acabar com `fantasmas´ nos hospitais de Macaé

Pressão de vereadores impede convocação de concursados aprovados para cargos na Saúde da Família de Macaé

Macaé não responde ao MPF sobre contratações temporárias

MPF volta questionar contratações temporárias em Macaé

Macaé convoca, mas não empossa ninguém

Vagas de aprovados em concurso ficam com “lanternas” em Macaé

Aprovados para PSF continuam levando “volta” em Macaé

Comentários:

  1. QUE absurdo que falta de respeito para com aqueles que foram aprovados no concurso psf 2012, em todos os postos de saúde de macaé tem contratos temporários, que deveriam ser preenchidos por aprovados em concurso, o problema e que os vereadores de macaé usam os contratados como cabo eleitorais para ganharem voto em troca de seu emprego, um absurdo vamos continuar denunciando ao Ministério Público Federal (MPF), queremos o bem de macaé chega de pilantragem o povo de macaé não suporta mais tanta corrupção e injustiça.;

  2. Vamos esperar janeiro e fevereiro de 2015, se não sair a segunda convocação aconselho a todos os aprovados a procurarem um advogado para entrar na justiça contra a prefeitura de Macaé preteando nossas vagas, se o concurso fizer 2 anos perderemos o direito a vaga é agora ou nunca.

Deixe uma resposta para Aprovado e Revoltado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.