Concurso de Rio das Ostras é o segundo feito pela Trompowsky (3)

Entidade existe desde 2006, mas atua mais junto à órgãos do Exército

Contratada pelo então prefeito de Rio das Ostras para realizar o último concurso público do município, a Fundação Marechal Roberto Trompowsky Leitão de Almeida, pode se dizer, não tem lá muita intimidade com processos seletivos de servidores públicos. O concurso de Rio das Ostras é o segundo contratado por uma Prefeitura a essa entidade. O primeiro foi encomendado pelo município de São João de Meriti um ano antes do de Rio das Ostras. Esse certame – cujo resultado final foi parcialmente alterado na semana passada, quase dois meses depois de sua homologação -, ainda não terminou e tudo indica que vai render muita polêmica ainda, tanto por parte dos candidatos aprovados como pela apuração solicitada pela Procuradoria Geral do município, que no dia 21 de fevereiro voltará a reunir-se com representantes do Ministério Público.

Se a entidade está capacitada ou não para promover processos seletivos do porte do Rio das Outras – que teve exatamente 101.922 candidatos que pagaram taxas de inscrição de R$ 120 – o resultado das investigações irá mostrar, mas se tiver o mínimo de compromisso público o ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar tem de vir a público esclarecer o que o levou a contratar uma instituição com pouca intimidade com esse tipo de processo seletivo para realizar um concurso desse tamanho. Não precisa nem que ele diga como se deu a contratação, pois isso o MP vai esclarecer logo. Carlos Augusto precisa explicar é o que credenciou a instituição nesse processo, pois a própria “organização sem fins lucrativos” deixa claro em seu site oficial que o único concurso público por ela feito para preencher vagas em administração municipal antes do de Rio das Ostras foi o de São João de Meriti.

Vale lembrar que desde o início desse concurso viemos externando as reclamações dos candidatos, o que certamente deve irritar bastante os diretores dessa instituição, mas esse é o nosso dever e dele não vamos fugir, pois nosso compromisso é com a verdade, mesmo que ela gere desconforto para quem se ache acima do bem e do mal.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.